Home Um óbito por H1N1 é confirmado em Cunha Porã

Um óbito por H1N1 é confirmado em Cunha Porã

CUNHA PORà – Um óbito de gripe H1N1 foi confirmado em Cunha Porà e outros dois óbitos ainda sÃo suspeitos. Até agora 39 notificações foram registradas, desses, 19 casos da doença foram confirmados no município. Isso tem deixado a Secretaria Municipal de Saúde de Cunha Porà em alerta, que tem tomando medidas preventivas, como o cancelamento das aulas na rede municipal e estadual e antecipaçÃo das férias escolares. O óbito confirmado registrado no município era de um homem, já os casos sÃo de pessoas da faixa etária dos 20 aos 57 anos.
O surto da gripe H1N1 é o mais intenso desde 2009, quando surgiu os primeiros casos da doença no município. Outras medidas preventivas estÃo sendo tomadas, segundo o secretário de saúde de Cunha PorÃ, Alexandre Fagundes, desde a semana passada, uma unidade dos postos de saúde está atendendo apenas ao casos suspeitos da gripe, e a outra unidade o resto da populaçÃo, com objetivo de nÃo expor as pessoas sem sintomas ao contagio.
Desde ontem, dia 7, a unidade de saúde que atendia a populaçÃo em geral vai atender apenas os casos de urgências e emergências ambulatoriais, ou seja, para evitar aglomeraçÃo de pessoas.
O secretário informa que isso ocorre porque a transmissÃo da gripe é direta, de pessoa para pessoa, entÃo é necessário evitar aglomeraçÃo de pessoas em locais fechados. “Na quinta-feira, dia 14, vai ser feita uma reavaliaçÃo para ver como está a situaçÃo para ver se é possível voltar as aulas na semana do dia 18”.
Ele ressalta que todas as medidas necessárias estÃo sendo tomadas para tentar mudar essa situaçÃo. “A gente pede para as pessoas que apresentarem os sintomas procurar o quanto antes uma unidade de saúde para uma avaliaçÃo médica e de imediato iniciar o tratamento com Tamiflu. Mantenha os ambientes arejados, lave as mÃos com água e sabÃo ou álcool e gel, nÃo compartilhe objetos pessoais e ao espirar nÃo levar a mÃo em frente da boca e sim o antebraço”, alerta.
Os sinais e sintomas da gripe H1N1 sÃo muito parecidos com os da gripe comum, mas podem ser um pouco mais graves e costumam incluir algumas complicações também. Como febre alta, tosse, dor de cabeça, dores musculares, falta de ar, espirros, dor na garganta, fraqueza, coriza, congestÃo nasal, náuseas, vômitos e diarreia.

EFICÁCIA DA VACINA

Em Cunha PorÃ, dos casos confirmados, cinco deles foram de pessoas que tinham feito a vacina. Entramos em contato com a fiscal da Vigilância Sanitária do Estado de Santa Catarina, Viviane Dal Piva, que explicou que há vários tipos de gripe H1N1, e ela com o tempo sofre mutaçÃo, assim como uma gripe comum.
Possivelmente o vírus que essas pessoas foram contagiadas é diferente daquelas que a vacina imuniza. “A vacina foi produzida no fim do ano passado, lá tinha X tipo de vírus da H1N1, depois disso surgem outras. A vacina nÃo é 100% garantida, sem falar que isso também depende da imunidade da pessoa”, afirma Viviane.

deixe seu comentário