Home Tirolesa, rede e charrete: avô viraliza ao reaproveitar itens que iriam para o lixo e criar brinquedos para o neto

Tirolesa, rede e charrete: avô viraliza ao reaproveitar itens que iriam para o lixo e criar brinquedos para o neto

 

A infância humilde, onde para ter
brinquedos era necessário usar a criatividade, levou o aposentado José Albino,
hoje o “vovô Zeca”, a se inspirar e criar brinquedos para o neto
Marcelo, de 8 meses.

A experiência na construção civil
ao longo da vida garantiu a capacidade para a produção, em casa mesmo, de um
pequeno carrinho com direito a um amortecedor para o bebê, além de uma rede
móvel e até uma tirolesa no quintal.

A tirolesa, inclusive, foi
responsável pelo talento do vovô Zeca ganhar a internet. O vídeo postado pela
mãe do Marcelo se tornou um fenômeno nas redes sociais nos últimos dias.

A publicação que mostra o bebê
atravessando de um lado a outro do quintal no equipamento atingiu 4 milhões de
visualizações em duas semanas, e segue contando.

No início, tudo foi feito para
facilitar o dia a dia da família, que vivem em Brusque, no Vale do Itajaí, em
Santa Catarina. Depois, o avô pensou nas brincadeiras e como poderia se
conectar ainda mais com o neto.

“E para ele tudo é uma
alegria. É uma festa total e alegria maior fica porque a gente vê aquilo que
fez deu certo. E a gente acaba ficando mais feliz do que ele”, disse o vô
Zeca.

E o que começou com uma
brincadeira, hoje continua sendo uma brincadeira, mas de grande repercussão.

“Em um dia mais de cinco
mil, assim uma coisa absurda assim de se acreditar né? E daí eu percebi que a
maioria dos comentários falava sobre a saudade dos avós e muitas pessoas por
não terem a presença paterna”, contou Taise de Souza, mãe do Marcelo.

Com a experiência na construção
civil, as brincadeiras são todas com segurança, sem perder a simplicidade,
muitas delas com itens que seriam jogados no lixo e foram reaproveitados. E os
planos do avô não param, já tem ideia nova em produção.

“A gente tá pensando em
fazer uma charrete agora, fazer uma charrete bem 'altona', bem 'doidona' pra
ele sair na rua aí, a turma, a galera agitar junto com nós”, revelou,
empolgado.

Alegria hoje é o que resume a
rotina e o convívio com a família. Hoje eles moram todos juntos, só que daqui
alguns meses a Taise pretende ir se mudar com o Marcelo para um apartamento. Os
avós estão aflitos, mas a mãe do bebê já garantiu que as visitas serão diárias.

“Fiquei comovida com todas
as pessoas, com todas essas mensagens bonitas. Quem tem um pai, quem tem uma
mãe, quem tem uma rede assim de apoio, são momentos que o dinheiro não
compra”, ressalta Taíse.

 

deixe seu comentário