Home Sicoob é reconhecido como uma das principais instituições financeiras do Brasil em premiações

Sicoob é reconhecido como uma das principais instituições financeiras do Brasil em premiações

Foto: Ascom Sicoob – A instituição financeira cooperativa ocupou também a 8ª posição entre os 20 maiores em operação de crédito e ficou em 7º lugar entre os 20 maiores em depósitos totais

Com seu propósito de promover a justiça financeira e a
prosperidade, o Sicoob foi destaque em importantes rankings sobre as melhores
instituições financeiras brasileiras nos últimos meses. A instituição é uma das
representantes do cooperativismo financeiro nessas listas e atualmente conta
com mais de 6,5 milhões de cooperados.

O grande destaque em 2022 foi no anuário da Época Negócios
360º, em que o Sicoob foi a instituição que mais cresceu no ranking nos últimos
cinco anos, ganhando 200 posições e ocupando a 95º nesta atual edição.

Segundo o ranking, o Sicoob ocupou as seguintes posições:
95º no ranking geral. No setor de bancos, a instituição financeira cooperativa
ocupou o 7º lugar; 6º em desempenho financeiro; 7º em governança corporativa;
9º em inovação; 7º em visão de futuro; entre outros.

Já no Valor 1000, anuário organizado pelo Valor Econômico,
divulgado em setembro, o Sicoob está na 9ª posição na categoria “100 Maiores
Bancos”. Para essa classificação em um dos maiores rankings do Brasil em termos
da avaliação de empresas, foram analisados diversos números, como operações de
crédito, patrimônio, receita e resultado operacional.

A instituição financeira cooperativa ocupou também a 8ª
posição entre os 20 maiores em operação de crédito e ficou em 7º lugar entre os
20 maiores em depósitos totais.

A análise do Valor 1000 envolve diversos profissionais do
Valor Econômico, em parceria com a Serasa Experian e o Centro de Estudos em
Finanças da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação
Getúlio Vargas (FGV).

De acordo com o diretor-presidente do Sicoob, Marco Aurélio
Almada, a instituição financeira cooperativa não cresceu com o intuito de
lucrar, porque o cooperativismo não visa o lucro. “Traçamos estratégias,
investimos e incentivamos o empreendedorismo dos brasileiros, pelo simples fato
de que o nosso objetivo é que todos cresçam juntos”, disse.

deixe seu comentário