Home Secretário de infraestrutura apresenta situação das rodovias estaduais à Comissão de Transportes

Secretário de infraestrutura apresenta situação das rodovias estaduais à Comissão de Transportes

Agência AL

O secretário de Estado da Infraestrutura, Jerry Comper, participou da reunião da Comissão de Transportes, Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura da Alesc, na tarde desta quarta-feira (24) para expor a situação das rodovias estaduais.  Ele esteve acompanhado da equipe técnica da secretaria.

Segundo Jerry, estão previstos R$ 2,8 bilhões de investimentos dos cofres do Estado na malha viária em obras estruturantes e emergenciais e do Programa Recupera SC. São R$ 1,4 bi em conservação de rodovias, com serviços como fresagem, drenagem, tapa buraco, sinalização, entre outros.

O secretário apresentou os investimentos previstos por região. A maior parte dos recursos está programada para Oeste e Meio-Oeste. Jerry também mostrou como está a situação das obras que já estão em andamento nas oito coordenadorias regionais da Secretaria de Estado da Infraestrutura (SEI).

A Pasta trabalha, ainda, com R$ 334 milhões de licitações em andamento, como a recuperação e a construção de áreas de escape na Serra Dona Francisca, a implantação de terceira faixa na SC-401 em Florianópolis e a pavimentação de 12,6 quilômetros entre São Martinho e São Bonifácio.

Alternativas
Durante a reunião, os membros da comissão questionaram o secretário e sua equipe sobre a pavimentação ou implantação de vias que sirvam de alternativa à BR-101. A rodovia federal sofre com o estrangulamento do trânsito no trecho norte, além de problemas pontuais, como o ocorrido recentemente no Morro dos Cavalos, em Palhoça, e resultou na interdição total da rodovia.

O deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB), por exemplo, defendeu a duplicação da rodovia SC-108 entre Guaramirim e Massaranduba como alternativa à BR-101 Norte. Para a obra, estão previstos R$ 240 milhões, sendo que já foram autorizados 3,8 quilômetros de duplicação dos 15 quilômetros previstos. “Precisamos de rotas alternativas. Santa Catarina está parando”, afirmou o parlamentar.

Volnei Weber (MDB) e Soratto (PL) lembraram da necessidade de rotas alternativas também no trecho sul da 101 e defenderam a pavimentação de rodovias como a SC-108, entre Anitápolis e Santa Rosa de Lima, além da SC-435, entre São Martinho e São Bonifácio.

“São obras que vão beneficiar essas comunidades e também vão servir como rotas alternativas à 101”, disse Soratto, lembrando que essas estradas, mesmo sem pavimentação, foram utilizadas como alternativa à recente interdição do Morro dos Cavalos. “De forma recorrente, há interdições no Morro dos Cavalos e quando isso acontece ficamos isolados”, acrescentou Weber.

O deputado Oscar Gutz (PL) questionou sobre obras que podem melhor o acesso ao Alto Vale do Itajaí, com novas ligações para as rodovias BR 101, 116 e 282. Segundo o secretário, as obras dependem principalmente da atualização dos projetos. “Depois dessa atualização, precisamos da força política para convencer o governador da importância dessas obras”, disse Jerry.

Os membros da comissão também pediram investimentos na limpeza e roçada de rodovias. Segundo a equipe da SEI, a secretaria está reformulando os contratos com as empresas responsáveis, incluindo valores maiores e serviços de manutenção mais complexos.

O deputado Lunelli (MDB), presidente da comissão, parabenizou o secretário pela apresentação e pediu uma reunião da SEI com a Fetrancesc, entidade que representam as empresas de transporte de cargas no estado, para tratar do planejamento estratégico da secretaria e da possível construção de uma rodovia paralela à BR-101, entre Joinville e o acesso norte do contorno viário da Grande Florianópolis, em Biguaçu. Sobre essa rodovia, segundo a secretaria, ainda está na fase de elaboração de editais para a elaboração do projeto.

Projeto aprovado
Ainda na reunião desta quarta, a Comissão de Transportes aprovou o parecer favorável ao PL 70/2022, do deputado Marcius Machado (PL), que trata do uso dos pátios internos da Polícia Militar Rodoviária de Santa Catarina como pontos de parada para descanso dos caminhoneiros. O relator, deputado Oscar Gutz, considerou o projeto de interesse público e destacou que a Polícia Rodoviária não se opõe à iniciativa. Com a decisão, o PL 70/2022 está pronto para ser votado em plenário.

Fonte: Agência AL

deixe seu comentário