Home Secretaria de Educação inicia ano letivo em Palmitos

Secretaria de Educação inicia ano letivo em Palmitos

A rede municipal de ensino do município de Palmitos deu início às suas atividades no dia 1º de fevereiro de 2024, marcando o retorno das equipes administrativas, pedagógicas e gestores das unidades escolares e centros de educação infantil. Segundo a secretária de Educação, Loreci Pfeifer, esse momento é importante para alinhar as estratégias em relação aos docentes e, principalmente, para garantir o bem-estar dos estudantes. “Nós trabalhamos com crianças desde os quatro meses até os três anos de idade no centro de educação infantil creche, além de atendermos do pré-escolar ao 9º ano do ensino fundamental nas demais escolas”, ressaltou a secretária.

Durante esse período, os profissionais estiveram reunidos para o planejamento, avaliação e estudo do projeto político-pedagógico, além da atualização do mesmo. Um destaque especial foi dado à implementação da nova proposta curricular de ensino, demandando um olhar cuidadoso para organizar o planejamento do ano letivo, atividades extracurriculares e a matriz curricular de ensino. “Priorizamos o desenvolvimento integral dos estudantes e a aprendizagem nessa nova proposta, alinhada à Base Nacional Comum Curricular (BNCC)”, afirmou Loreci.

Além disso, a secretária destacou a ampliação do ensino no distrito de Santa Lúcia. “Neste ano, ampliamos com mais uma turma, atendendo desde o pré-1 até o quinto ano do ensino fundamental”, pontuou. Ela também ressaltou as melhorias nas escolas e creches durante o recesso, incluindo ampliações, reformas e manutenção. Com tudo programado e planejado, o calendário escolar para 2024 já está em andamento.

Loreci Pfeifer enfatizou a importância do direito à aprendizagem dos estudantes como foco principal da educação municipal. Além disso, anunciou a implementação de novos programas, como o Criança Alfabetizada, oriundo do governo federal, que será efetivado no município. Outra novidade é o programa voltado para a promoção da alimentação saudável até o quinto ano em todas as comunidades pilares.

deixe seu comentário