Home Santa Catarina tem cinco municípios entre os 100 maiores PIBs do Brasil

Santa Catarina tem cinco municípios entre os 100 maiores PIBs do Brasil

Foto: Cristiano Estrela / Secom – Os dados do PIB Municipal demonstram também que o setor de serviços vem ganhando espaço nas economias municipais

Santa Catarina subiu de quatro para cinco municípios que
integram a lista com maiores PIBs do país, são eles: Joinville (25º), Itajaí
(28º), Florianópolis (49º), Blumenau (61º) e Chapecó (98º). Estes e outros
dados referentes aos resultados do Produto Interno Bruto dos Municípios de 2020
foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),
em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, as secretarias estaduais de
Governo e a Superintendência da Zona Franca de Manaus – Suframa, na última
sexta-feira, 16. Em Santa Catarina, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento
Econômico Sustentável (SDE) é o órgão parceiro do IBGE na elaboração e
divulgação do PIB Municipal.

Em 2019, Joinville ocupava a 26º colocação no PIB nacional,
Itajaí (34º), Florianópolis (47º) e Blumenau (61º). Chapecó estava fora da
lista dos 100 maiores naquele ano (109º) e São José era o 101º.

Em 2020, o PIB de Santa Catarina foi de R$ 349,3 bilhões. No
Estado, Joinville (R$ 36,4 bilhões) é o município que possui o maior PIB. Na
sequência, aparecem Itajaí (R$ 33,1 bilhões); Florianópolis (R$ 21,3 bilhões);
Blumenau (R$ 17,8 bilhões) e Chapecó (R$ 11,9 bilhões).

Em 2020, os três maiores municípios de Santa Catarina
(Joinville, Itajaí e Florianópolis) responderam por 26% do PIB estadual e 18,3%
da população estadual, e as 12 municipalidades de maiores PIBs representavam
50,5% do total e 43,85% da população do estado. Em 2002, os três maiores
municípios (Joinville, Florianópolis e Blumenau) somavam 26,5% da economia
estadual e 19,7% da população do Estado.

Entre os 10 maiores municípios, houve troca de posição em
três deles entre 2019 e 2020: Chapecó que era a sexta maior economia do estado
em 2019 passou a quinta colocação em 2020; São José que ocupava a quinta
posição passou para a sexta; e Palhoça que era a décima primeira passou para a
décima posição.

 

12 municípios responderam por 50% da economia estadual

Os municípios que responderam por 50% da economia estadual
em 2020, foram: Joinville (10,4%), Itajaí (9,5%), Florianópolis (6,1%),
Blumenau (5,1%), Chapecó (3,4%), São José (3,3%), Jaraguá do Sul (2,9%),
Criciúma (2,5%), Brusque (2%), Palhoça, (1,9%) Balneário Camboriú (1,8%) e
Lages (1,7%).

Destaca-se, ainda, que os 52 municípios de menores PIBs
responderam, em 2020, por cerca de 1% do PIB estadual e por 1,8% da população
estadual. Em 2002, 42 municípios correspondiam a 1,0% do PIB estadual e somavam
1,04% da população estadual.

“Os dados vêm comprovando uma tendência de concentração da
produção de riquezas do estado na faixa litorânea, notadamente entre a Grande
Florianópolis e o Nordeste Catarinense. Por isso, nosso trabalho é cada vez
mais buscar o equilíbrio desse crescimento econômico entre todas as regiões do
estado. Santa Catarina possui uma economia diversificada, benefícios fiscais
atraentes e um ambiente para investimentos muito favorável para todas as
regiões”, destaca o secretário da SDE, Jairo Luiz Sartoretto.

Setor de Serviços

Os dados do PIB Municipal demonstram também que o setor de
serviços vem ganhando espaço nas economias municipais. Em 2020, foi a maior
atividade em 241 municípios, enquanto a indústria predominou em 25 (8,5%) e a
agropecuária em 29 (9,8%). Na comparação com 2010, destaca-se a redução do
número de municípios com a agricultura como a maior atividade econômica, quando
eram 31 ou 10,6% dos 293 municípios daquele ano e com a indústria que era maior
em 28 ou 9,6% do total. Já o número de municipalidades com maior peso em
serviços era 234, ou 79,9% do total, sendo o único setor que foi ampliado.

Joinville

Joinville, na região Norte, está entre as 30 cidades de maior
PIB do país. A maior cidade do Estado ocupa o 25º lugar no ranking do PIB no
Brasil. Os números fizeram o município passar da 26ª para a 25ª colocação no
ranking, entre 2019 e 2020.

Municípios com altas

Ao analisar a evolução da participação no PIB ao longo da
série 2002-2020, constata-se que Araquari, Navegantes, Barra Velha, Itapoá,
Balneário Piçarras, Itajaí, Garuva, Treze Tílias, Camboriú e Botuverá foram os
que registraram as maiores altas na participação no PIB Estadual. Participam
com 5,8% do PIB estadual em 2002, passando para 14,9% de participação em 2020.

“A região litorânea, especialmente no entorno de Itajaí, de
forma geral, é a que mais cresce e ganha participação na economia estadual, com
crescente densidade econômica e populacional”, destaca o economista da SDE,
Paulo Zoldan.

Ao analisar a evolução da participação no PIB entre os
municípios brasileiros, ao longo da série 2002-2020, constata-se também que,
Itajaí, teve o quarto lugar no país em ganho de participação, com 0,3 ponto
percentual.

 

PIB per capita
catarinense

PIB per capita

O PIB per capita de Piratuba, de R$ 198.923, foi o maior do
estado em 2020. O município tinha a indústria como a principal atividade, cujo
segmento principal foi a geração de energia elétrica. Os municípios de Itajaí
(serviços) e Araquari (indústria e serviços) ocupam a segunda e terceira
colocação respectivamente, com R$148.285 e R$ 139.433.

Em 2020, os 10 municípios com os maiores PIB per capita
somavam 10,9% do PIB estadual.

Entre 2002 e 2020 o município de Araquari foi o de maior
crescimento no PIB per capita no Estado, seguido por Piratuba, Bandeirante e
Itajaí.

A SDE apresenta um conjunto de tabelas onde se pode
verificar mais detalhes do PIB dos municípios de Santa Catarina, sua evolução
nas últimas décadas e dos respectivos setores econômicos.

deixe seu comentário