Home Riqueza passa a contar com a funcionalidade do Cras

Riqueza passa a contar com a funcionalidade do Cras


RIQUEZA – A rede para atendimento de assistência social em Santa Catarina passa por uma verdadeira transformaçÃo. O Governo do Estado está construindo 117 novas unidades para suporte ao atendimento oferecido pelas prefeituras nos municípios.
Na regiÃo de abrangência da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Palmitos nÃo é diferente. Com a construçÃo totalmente concluída, o novo Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Riqueza recebeu R$ 381.041,82 de investimento e foi entregue na semana passada.
De acordo com a secretária executiva da ADR, Siumara Balbinot, a obra foi construída por meio do Pacto por Santa Catarina e contou com contrapartida da AdministraçÃo Municipal de Riqueza, que doou o terreno. “Essa parceria entre Governo do Estado e os municípios da regional têm proporcionado grandes avanços e beneficiado inúmeras pessoas”, destaca.
Apesar deste tipo de atendimento ser responsabilidade das prefeituras, o Governo do Estado assumiu o compromisso de construir novas unidades para contribuir com o trabalho da rede. “A assistência social é uma política pública relativamente nova, está solidificada no contexto federal e estadual e precisa agora ser consolidada nos municípios. Em Santa Catarina, esse processo para pela construçÃo destas edificações. As prefeituras precisam de um espaço para oferecer esse tipo de atendimento”, explica o secretário de Estado da Assistência Social, Trabalho e HabitaçÃo (SST), Geraldo Althoff.
Os Cras e os Creas integram o Sistema Único de Assistência Social (Suas). A Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e HabitaçÃo é responsável pela gestÃo do Suas, pela assessoria aos municípios e pelo cofinanciamento dos serviços, programas e benefícios previstos pela política de assistência social.

O CRAS

O Cras é uma unidade de proteçÃo social básica do Sistema Único de Assistência Social (Suas) que tem por objetivo prevenir ocorrências de situaçÃo de vulnerabilidade social decorrente da pobreza ou privaçÃo (ausência de renda ou fragilizaçÃo de vínculos afetivos ou relacionados a discriminações etárias, étnicas, de gênero ou por deficiências, entre outras).
Ele oferece serviço de proteçÃo e atendimento integral à família, serviço de convivência e fortalecimento de vínculos, e, serviço de proteçÃo social básica no domicílio para pessoas com deficiência e idosas.

deixe seu comentário