Home PC prende suspeito de homicídio de mulher no interior de Caibi

PC prende suspeito de homicídio de mulher no interior de Caibi

Foto: Divulgação – O autor do crime foi preso na noite de quarta-feira (18)

A Polícia Civil elucidou o homicídio de S.F.F de 47 anos,
fato ocorrido por volta das 5h da manhã de quarta-feira (18) e prendeu o autor
do crime no final da noite do mesmo dia.

Moradores da Linha São José, interior de Caibi, encontraram
o cadáver da mulher por volta das 6h da manhã, enquanto saíam para trabalhar,
momento em que acionaram a polícia. Ao longo da manhã, as Polícias Civil,
Científica e Militar realizaram a preservação, análise e perícia no local do
fato.

De início, foi possível perceber que a vítima foi morta com
um disparo de arma de fogo, provavelmente calibre de arma curta, na cabeça.
Também foram constatados sinais de que o corpo da vítima foi esmagado por
atropelamento durante a fuga do autor do local do fato.

Segundo apurado, autor e vítima se encontraram em uma boate
localizada entre Caibi e Riqueza e saíram juntos do local entre 3 e 4 horas da
manhã, dirigindo-se por vias rurais até o local onde o homicídio foi consumado.

Em relato inicial, o autor alegou que realizou o disparo
após uma briga causada pelo fato dele ter “batido” na vítima durante relação
sexual, sendo que, após breve briga, ele sacou a arma de fogo do tipo revólver,
calibre .38 SPL que portava, e efetuou um único disparo no rosto da vítima.

Os elementos de prova colhidos mostram que o autor pegou o
próprio carro da vítima, um Peugeot/307, com o qual ambos foram ao local, e se
evadiu na direção de Caibi, onde abandonou o veículo na rodovia de acesso à cidade
e continuou a fuga à pé.

A vítima é natural de Planalto/SC, e estava morando na região
Oeste de Santa Catarina.

O investigado preso se trata de um cidadão nascido no
Paraguai de 26 anos de idade e com histórico policial por tráfico de drogas.

O trabalho foi realizado pela Divisão de Investigação
Criminal – DIC de Maravilha, Delegacia de Polícia da Comarca de Palmitos,
Delegacias de Polícia Municipais de Caibi e Riqueza e contou, do início ao fim,
com o apoio da Polícia Militar local.

Ao longo do dia, foram colhidos diversos elementos de prova
sobre o crime, desde imagens, reconhecimentos e depoimentos, bem como o
interrogatório do autor após sua prisão.

A Polícia Civil representou pela decretação da prisão
temporária do investigado e o inquérito policial deve ser concluído nos
próximos dias, após a complementação das provas técnicas necessárias.

O autor foi autuado em flagrante na central da Polícia Civil
em Maravilha e será encaminhado ao complexo penitenciário de Chapecó.

deixe seu comentário