Home O silêncio que cura

O silêncio que cura

Você costuma fazer silêncio? Você é uma pessoa que consegue
silenciar? O silêncio é, por assim dizer, o caminho espiritual. No silêncio
encontramos a nós mesmos e a nossa realidade interior. Mas o silêncio é,
também, um caminho para nos livrarmos das ideias que nos ocupam constantemente,
preocupações, coisas que desgastam… Ali não se trata de um silêncio exterior,
é um silêncio do coração. Mas o silêncio exterior pode ser um auxílio para que
o coração fique quieto, para que as emoções se acalmem e não mais nos governem.
Colocar para fora as feridas é certamente um bom meio de cura. Isso nos mostra
muito claramente a psicologia moderna. Mas existe também a terapia do silêncio.
No silêncio podem acalmar-se as comoções interiores, pode assentar-se a poeira levantada,
de modo que o íntimo se aclare como o vinho turvo, que fica mais claro depois
de quieta sedimentação.

Diante de um tempo que corre muito e em constante mudança, o
ser humano precisa encontrar um ponto firme para apoiar sua vida e seu futuro.
Onde estará este ponto firme? Provavelmente, o ser humano precisa dar-se conta
de que na quietude e nos tempos de silêncio que aprende a fazer, pode entrar em
contato com sua interioridade, consigo mesmo e ali encontrar a presença de Deus
que habita nele. Deus mora em nosso interior. Ocorre, que não é simplesmente
natural dar-se conta dessa realidade. Perceber Deus dentro de nós será o ponto
firme, o fundamento mais seguro para o nosso tempo que anda muito depressa.

Acostume-se ao silêncio. Um pouco por dia. Pode ser pouco no
início, mas isso vai aquietando nosso coração diante de tantas turbulências, de
tanta agitação… O silêncio faz bem. Nos conecta com Deus, com a nossa alma,
com a nossa interioridade. Ali encontramos riquezas maravilhosas. Pense
nisso… Faça momentos de silêncio.

deixe seu comentário