Home Mais de 121 mil motoristas "esqueceram" de retirar CNHs em SC

Mais de 121 mil motoristas "esqueceram" de retirar CNHs em SC

Foto: Imagem Ilustrativa
 

Santa Catarina está acumulando cartas de habilitação na
sessão de arquivo do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). São mais de 121 mil motoristas que esqueceram ou optaram por
não retirar a versão física da carteira nacional de habilitação (CNH) no
Estado.

A praticidade de ter o documento digital contribuiu para o
aumento desse “esquecimento”, mas o órgão alerta que há bons motivos
para buscar a CNH física. Joinville possui o maior número de documentos
disponíveis para retirada. Só na maior cidade do Estado são cerca de 28 mil
cartas de habilitação.

Já em Florianópolis, aproximadamente 8 mil motoristas ainda
não buscaram as suas CNHs.

O motivo para o abandono dos documentos, de acordo com a
servidora do Detran, Thais Zanchet, é a possibilidade de utilizar a versão
digital da habilitação.

Além de garantir comodidade para o motorista e evitar o
deslocamento até uma sede do Detran, a CNH eletrônica também pode ser acessada
em até 48 horas após a finalização do processo de habilitação – dependendo da
unidade onde foi feita.

O Detran ainda lembra que, por conta da pandemia, muitos
motoristas deixaram de ir até a sede do órgão.

Porém, a servidora reforça que há vantagens em retirar o
documento físico para não ficar dependente do celular e da versão digital da
CNH.

— A vantagem é ter a habilitação em mãos. O celular pode
quebrar, ser furtado, ficar sem bateria. Para qualquer imprevisto é bom ter um
documento em mãos — garante Zanchet.

As cartas que estão esquecidas nas unidades do Detran pelo
Estado não têm prazo legal para retirada e podem ser buscadas a qualquer
momento pelo motorista ou uma pessoa de confiança que possuir uma procuração.

Segundo a servidora, os documentos ficam guardados no órgão
até o fim do prazo de validade, que pode ser de até 10 anos.

Em casos de segunda via, Zanchet relata que alguns
motoristas encontram o documento perdido e acabam não buscando o último
documento emitido.

Nesse caso, no entanto, a CNH antiga deixa de ser válida e
apenas a emissão mais recente pode ser utilizada.

Veja o número de CNHs esquecidas por cidade de SC:

Florianópolis – 8.000; Chapecó – 5.000; Balneário Camboriú;
10.500; São Lourenço do Oeste – 718; Concórdia – 1.184; Joaçaba – 1.564;
Videira – 1.000; Blumenau – 12.000; São José – 3.400; Criciúma – 1.000; Rio do
Sul – 2.177; Jaguaruna – 431; São Joaquim – 223; Taió – 83; Capinzal – 340;
Araranguá – 1.000; Orleans – 1.000; Canoinhas – 1.000; Laguna – 1.214; Lages –
3.078; Brusque – 6.935; Jaraguá do Sul – 5.000; Imbituba – 500; Itajaí –
11.000; Tubarão – 3.000; Joinville – 28.000; Caçador – 344; Palhoça – 5.000;
Santo Amaro da Imperatriz – 300; Porto União – 300; Ituporanga – 270; São Bento
do Sul – 1.551; Braço do Norte – 573; Xanxerê – 1.300; São Miguel do Oeste –
1.899; Mafra – 1.000.

deixe seu comentário