Home Idosos participam de encontro para fortalecimento de vínculos

Idosos participam de encontro para fortalecimento de vínculos

MONDAÍ – O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) da Pessoa Idosa promoveu um encontro na quinta-feira, dia 9, no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Mondaí, com a participaçÃo do Centro de AtençÃo Psicossocial (Caps) de Mondaí, psicóloga Andréia Yess Heberle e da assistente Social Jucilene Staudt.
Foi apresentado um teatro mudo com o objetivo de demonstrar as diferenças e como compreendê-las de uma forma lúdica, descontraída de expressÃo de pensamentos, sentimentos e fantasias. “A diferença é essencial para aprendermos a viver em uma sociedade e devemos nos acostumar com ela. Entretanto, essa nÃo é uma tarefa fácil; requer paciência e respeito ao outro. Salientamos que foi muito significativa a experiência para o grupo. Agrademos a presença das profissionais”, comenta a psicóloga do Cras Renata Parcianello.
Esteve presente no encontro a artesà e voluntária Ingrid Barbosa, que apresentou uma proposta para o grupo de trabalhos realizados com jornais, o qual será desenvolvido nos próximos meses. “Trabalhar com a arte é muito importante para a convivência, o fortalecimento dos grupos e principalmente para a motivaçÃo do idoso para tornar-se ativo, criativo e independente”, afirma.
Os encontros com o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos de Idosos é mensal, e ocorre na segunda quinta-feira do mês. Os objetivos principais sÃo complementar o trabalho social com família, prevenindo a ocorrência de situações de risco social e fortalecendo a convivência familiar e comunitária; prevenir a institucionalizaçÃo e a segregaçÃo de crianças, adolescentes, jovens e pessoas idosas, em especial, das pessoas com deficiência, assegurando o direito à convivência familiar e comunitária; promover acessos a benefícios e serviços sócio assistenciais.
Também oportunizar o acesso às informações sobre direitos e sobre participaçÃo cidadÃ, estimulando o desenvolvimento do protagonismo dos usuários; possibilitar acessos a experiências e manifestações artísticas, culturais, esportivas e de lazer, com vistas ao desenvolvimento de novas sociabilidades; favorecer o desenvolvimento de atividades intergeracionais, propiciando trocas de experiências e vivências, fortalecendo o respeito, a solidariedade e os vínculos familiares e comunitários.

deixe seu comentário