Home Governo provisório corta R$ 10,6 milhões de cooperativas de agricultores familiares

Governo provisório corta R$ 10,6 milhões de cooperativas de agricultores familiares

ESTADO – A decisÃo do governo federal interino de anular a contrataçÃo de assistência técnica para cooperativas de agricultores familiares está sendo duramente criticada pelo deputado Estadual Dirceu Dresch (PT). Conforme o parlamentar, 50 cooperativas e associações de produtores catarinenses estavam selecionadas e serÃo prejudicadas.
Juntas, elas receberiam R$ 10,6 milhões para contrataçÃo de assistência técnica e extensÃo rural (ATER) para capacitar a gestÃo e a qualificaçÃo de produtos, objetivando a abertura de novos mercados, durante o período de três anos. “É um absurdo, repudiamos e estou indignado com a forma como a agricultura familiar está sendo tratada por esse governo. Estamos andando para trás”, reivindica.
O cancelamento da Chamada Pública 02/2016 do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) foi publicado pela Secretaria Especial da Agricultura Familiar órgÃo criado pelo governo interino ao extinguir o MDA, na sexta-feira, dia 10, na ediçÃo 110 Diário Oficial da UniÃo.
Ao todo, a Chamada Pública iria disponibilizar R$ 208 milhões para contrataçÃo de assistência técnica para atender 930 associações e cooperativas da agricultura familiar e da reforma agrária em todo o país. “O governo do presidente interino Michel Temer dá mais uma demonstraçÃo de desrespeito e de total desconhecimento da importância da agricultura familiar para a o desenvolvimento econômico e social do país”, critica Dresch.
O deputado afirma que ao cancelar a chamada pública, o governo interino impossibilitará que as cooperativas de agricultores possam contratar profissional para dar assessoria em gestÃo, logística e mercado, e para capacitar seus associados de forma a garantir mais qualidade e eficiência produtiva visando novos mercados, e consecutivamente, ampliar a renda.

deixe seu comentário