Home Governo de Santa Catarina, Celesc e FCC investem mais de R$ 20 milhões em incentivos culturais

Governo de Santa Catarina, Celesc e FCC investem mais de R$ 20 milhões em incentivos culturais


Durante o evento também foi oficializada a participação da companhia de energia no programa Novos Caminhos

Com o objetivo de valorizar a cultura e a arte de Santa Catarina, o Governo do Estado, a Celesc e a Fundação Catarinense de Cultura apresentaram, nesta quarta-feira, dia 13, os projetos aprovados no edital 2023 do Programa de Incentivo à Cultura (PIC).

O evento foi marcado pela presença do governador Jorginho Mello, do presidente da Celesc, Tarcísio Rosa, do secretário estadual da Fazenda, Cleverson Siewert, e do presidente da Fundação Catarinense de Cultura, Rafael Nogueira, entre outras autoridades.

Na ocasião também foi oficializado o ingresso da Celesc no programa Novos Caminhos, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), com a presença do presidente do TJSC, Altamiro de Oliveira, juízes e desembargadores. No âmbito do PIC, foram apresentados 54 projetos voltados a áreas como música, literatura, audiovisual e artes visuais. Esses projetos, junto com outras iniciativas voltadas ao esporte, receberam o total de R$ 22,5 milhões em incentivos fiscais ao longo deste ano.

As chamadas públicas da companhia para seleção de projetos sociais, levam em consideração os princípios constantes do Código de Conduta Ética da Celesc, os sete princípios da Política de Responsabilidade Socioambiental da empresa e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Para o governador Jorginho Mello, Santa Catarina tem muito a ganhar com o estímulo à cultura. “O Poder Público tem a responsabilidade de alavancar práticas e projetos que beneficiem a sociedade como um todo. Então, é uma satisfação ver que iniciativas que estimulam a cidadania e a inclusão social estão sendo reconhecidas e contempladas. São mais de R$ 20 milhões de recursos beneficiando projetos de todas as regiões, prestigiando também o interior, que tem um grande potencial cultural, com grandes projetos e grandes artistas”, afirmou.

O presidente da Celesc, Tarcísio Rosa, expressou seu entusiasmo em relação ao Programa de Incentivo à Cultura (PIC), ressaltando sua contribuição para o desenvolvimento cultural do Estado. “Com a alocação de mais de 22 milhões de recursos, o PIC reforça o compromisso da Celesc com a responsabilidade social e o fortalecimento da vida cultural de nossa comunidade. É um investimento que promove não só expressões artísticas, mas também fortalece o tecido social, gerando impactos positivos de longo alcance. Este é um marco essencial na trajetória da Celesc, reforçando nosso comprometimento em ser não apenas uma distribuidora de energia, mas um agente ativo no desenvolvimento integral das comunidades que servimos”, destacou.

Novos Caminhos

No evento, a Celesc também oficializou sua participação no programa Novos Caminhos, que atende, ampara e apoia a formação profissional e a inserção no mercado de trabalho de jovens em situação de acolhimento em Santa Catarina. Ao ingressarem no programa, os adolescentes são acompanhados individualmente e encaminhados a projetos de escolarização, profissionalização e atividades complementares.

Na Celesc, os participantes são alocados em vagas de jovem aprendiz, dando a eles oportunidades de vivências nas mais diversas áreas e de inclusão no mercado de trabalho.

O Novos Caminhos é encabeçado pela Coordenadoria Estadual da Infância e da Juventude (CEIJ) do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, juntamente com a Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC) e com a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC).

O presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, ressalta a importância do projeto, dando oportunidade para os jovens em situação de vulnerabilidade, “ já são mais de 6.200 jovens contemplados pelo programa. Jovens que terão a oportunidade de receber educação e caminhos para poder ter um trabalho digno”.

“Com essa iniciativa, a Celesc reforça seu compromisso com a sociedade catarinense e busca cumprir seu papel na inclusão desses jovens, que tanto anseiam por aprender e por contribuir com a sociedade”, disse o presidente da Companhia, Tarcísio Rosa.

Natal Solidário

Em meio às solenidades, 393 crianças que passaram por medida protetiva de acolhimento se divertiam com as atrações do Natal Solidário. A edição deste ano do tradicional evento da Celesc teve como atrações: músicas, palhaço, brincadeiras e pinturas no rosto.
Toda a festa foi coordenada por 37 voluntários celesquianos, que se dedicaram a tornar este dia inesquecível. O evento teve distribuição de salgados, algodão doce, pipoca e crepe, mas o ponto alto foi a chegada do Papai Noel, que distribuiu presentes aos pequenos.

Durante o evento foram realizadas apresentações de dois projetos aprovados no PIC: Natal Encantado 2023 – Um Passeio Pelas Artes e palhaço Pacacoenco do Projeto Agentes do Riso.
 

Nova estrutura do Centro de Operações Integradas (COI) traz mais eficiência e agilidade

Com investimento de mais de R$ 5 milhões, o novo Centro de Operações Integradas (COI) da Celesc, inaugurado nesta quarta-feira pelo governador Jorginho Mello, representa mais agilidade no atendimento à população. Irá reunir no mesmo espaço diversas áreas que têm atividades operacionais e de monitoramento. A ideia é otimizar recursos, aumentar a eficiência e melhorar as condições de trabalho dos operadores, que serão centralizados em uma estrutura na Administração Central.
A mudança irá englobar os Centros de Operação do Sistema de Distribuição (COSD), responsável pela operação em tempo real do sistema elétrico de alta, média e baixa tensão; da Geração (COG); de Tecnologia da Informação e de Telecomunicações; da Medição (COM); e o Centro de Monitoramento da Infraestrutura (CMI), que prioriza a segurança das edificações da Companhia, além da equipe da Divisão de Automação e Proteção do Sistema Elétrico (DVAS). Até então, essas áreas funcionavam separadamente em seus respectivos setores.

“Para um Estado que costuma enfrentar com frequência eventos climáticos faz toda a diferença investir em monitoramento e agilidade no atendimento. Simboliza bem a marca do nosso governo, que é sempre avançar em inovação para dar respostas mais rápidas ao cidadão”, destacou o governador Jorginho Mello.

Já o presidente da Celesc, Tarcísio Estefano Rosa, ressaltou que este projeto inovador irá melhorar o diálogo entre as áreas. “O espaço amplia ainda a capacidade de operação principalmente em situações de contingências mais severas, facilitando a gestão de emergências. Além disso, promove automação e eficiência, reduzindo custos operacionais e assegurando um fornecimento estável e confiável de energia elétrica, contribuindo para a manutenção dos indicadores da Companhia”,  ressaltou o presidente.

As obras do COI tiveram início em outubro de 2022 e têm previsão de entrega na primeira semana de dezembro deste ano, faltando apenas a finalização da instalação do sistema de videowall e da marcenaria. Atualmente, o COM, o CMI, o COSD e o COG já estão em funcionamento no novo espaço. O ambiente integrado também traz diversos benefícios visando o conforto e o bem-estar dos empregados, como salas de reunião e de descanso, área para alimentação e armários individuais.

deixe seu comentário