Home Cunha Porã e Cunhataí são contemplado com recursos estaduais

Cunha Porã e Cunhataí são contemplado com recursos estaduais

REGIÃO – Os municípios de Cunha Porà e Cunhataí foram contemplados durante a assinatura dos contratos do programa Badesc Cidades, ocorrido na tarde desta terça-feira, 28, em Florianópolis. Na presença do governador Raimundo Colombo e do presidente da Agência de Fomento de Santa Catarina, José Caramori, Cunha Porà foi beneficiado com R$ 750 mil para pavimentaçÃo de vias e Cunhataí com R$ 350 mil que será aplicado no sistema viário.
PavimentaçÃo de vias e obras de infraestrutura serÃo os principais destinos de um total de R$ 64 milhões que o Governo do Estado e o Badesc estÃo liberando para as cidades catarinenses. “Esta é uma oportunidade para as prefeituras realizarem obras estratégicas para a cidade com um recurso facilitado. E esse fundo vai ficar sempre à disposiçÃo dos municípios, ou seja, conforme vai encerrando um contrato com uma cidade, outro município pode ser contemplado, fazendo o dinheiro girar, movimentando a economia catarinense e promovendo a geraçÃo de emprego”, destacou o governador Colombo.
O fôlego que o dinheiro dos financiamentos trará para as prefeituras possam fazer investimentos em um cenário de aperto fiscal também foi ressaltado pelo governador. “O segredo para o Brasil nÃo entrar em colapso é seguir acreditando e cada um fazer a sua parte. Estamos lutando o máximo que podemos, agora é preciso agir com ainda mais dedicaçÃo, competência e espírito público”, afirma Colombo.
O presidente Caramori lembrou que, desde 2011, o programa Badesc Cidades já atendeu 230 municípios catarinenses, com a assinatura de 457 contratos que, juntos, somam R$ 826 milhões. E a meta agora é chegar ao valor de R$ 1 bilhÃo nos próximos meses. “Esse é um programa fundamental. SÃo recursos importantes para os municípios, que assim podem realizar ações para melhorar a qualidade de vida da populaçÃo, além de estimular o desenvolvimento de cada regiÃo, cumprindo o papel essencial do Badesc como indutor econômico”, acrescentou Caramori.

deixe seu comentário