Home Catarinense Neuza Back é convocada para equipe de arbitragem da Copa do Mundo feminina

Catarinense Neuza Back é convocada para equipe de arbitragem da Copa do Mundo feminina

Foto: Lucas Figueiredo/CBF – Catarinense Neuza Back estreia na Copa do Mundo em primeiro trio totalmente feminino da história

A auxiliar catarinense Neuza Back foi convocada para a
equipe de arbitragem da Copa do Mundo Feminina, que vai ocorrer entre julho e
agosto deste ano, na Austrália e Nova Zelândia. O anúncio do quadro da
arbitragem internacional que estará na competição foi divulgado nesta
segunda-feira (9), pela Fifa. Neuza Back é natural de Saudades, no Oeste de
Santa Catarina.

Além da catarinense, outras três árbitras brasileiras
estarão na Copa do Mundo: a árbitra central Edina Alves, a auxiliar Leila
Moreira da Cruz, e a árbitra de vídeo Daiane Muniz dos Santos.

Edina Alves e Neuza Back participaram do mundial feminino em
2019, na França. Em dezembro de 2022, na Copa do Mundo do Catar, Neuza Back
integrou o primeiro trio de mulheres que comandou uma partida da competição
masculina.

Catarinense Neuza Back estreia na Copa do Mundo em primeiro
trio totalmente feminino da história.

O quadro de arbitragem feminino que estará em campo tem 33
árbitras e 55 auxiliares. Segundo a Fifa, no VAR os homens vão atuar com 13
representantes das 19 vagas. Esta será a Copa do Mundo que terá mulheres na
tecnologia de vídeo primeira vez na história.

 

Quem é Neuza Back, árbitra de SC convocada para a Copa do Mundo do
Catar

– Árbitra Fifa desde 2014

– Formada em Educação Física, a catarinense fez o curso de
arbitragem em 2008 e foi considerada a melhor aluna da turma. Ela participou de
jogos do Campeonato Catarinense e, no ano seguinte, começou a atuar na Série A
do Campeonato Brasileiro masculino. Em 2014, Neuza Back se tornou árbitra
assistente FIFA.

– Neuza Back já esteve em momentos importantes de outras
competições. A árbitra assistente atuou no Mundial de Clubes FIFA de 2020, na
primeira equipe de arbitragem completamente feminina do torneio, ao lado da
árbitra Edina Alves Batista. Ela também integrou o primeiro quarteto feminino a
apitar um jogo da CONMEBOL Libertadores. Já em 2016, Neuza foi a única
representante da arbitragem feminina do Brasil nos Jogos Olímpicos.

deixe seu comentário