Home Agrônomo da Epagri de Mondaí fala sobre cuidados com a correção do solo

Agrônomo da Epagri de Mondaí fala sobre cuidados com a correção do solo

Foto: Evandro Maraschin / Rádio Porto Feliz – Cuidados com a cigarrinha do milho devem ser mantidos constantemente

Em entrevista concedida à Rádio Porto Feliz o Engenheiro
Agrônomo da Epagri de Mondaí, Paulo Roberto Kuhn, apresentou algumas
orientações aos produtores rurais do município.

Ele falou sobre a produção de soja, milho, pastagens e ainda
sobre a produção de leite, que está presente na maioria das propriedades.

Conforme o agrônomo, nesse período do ano os produtores
rurais devem fazer a coleta de solo para encaminhar para a análise, com o
objetivo de fazer a correção para a próxima safra.

Segundo Paulo Roberto, esse procedimento é necessário pelo
fato de que o solo pode precisar de uma correção de fertilidade, ou seja,
aplicação de adubação ou correção com o uso de calcário, para elevar o PH do solo,
aumentando seus nutrientes.

De acordo com ele, é importante que o agricultor realize
esse processo com antecedência, pois o solo precisa de um período de dois meses
após receber o calcário para que haja uma mistura na solução, para que a planta
consiga absorver melhor o tratamento que foi realizado.

O agrônomo destaca que o produtor que tiver dúvidas quanto a
esses métodos deve procurar o escritório da Epagri, onde será explicado como se
realizam as coletas, com a disponibilidade de um manual com todas as
instruções.

Cuidados com a cigarrinha do milho devem ser mantidos
constantemente

Na entrevista à Rádio Porto Feliz o Engenheiro Agrônomo da
Epagri de Mondaí, Paulo Roberto Kuhn, destacou que a cigarrinha se multiplicou
muito nos últimos anos e por isso o agricultor deve continuar realizando
tratamentos preventivos.

Através desse processo existe uma diminuição no número de
cigarrinhas, evitando que as doenças se espalhem, impedindo o crescimento do
milho.

O tratamento da lavoura deve acontecer desde o nascimento da
planta, com a pulverização de inseticida preventivo, quando o milho ainda está
germinando.

O agrônomo destaca que o uso de produtos químicos para o
controle da cigarrinha é muito importante, bem como, é necessário fazer a
adoção da rotação de cultura e de princípios de grupos químicos diferentes.

Os danos diretos que a cigarrinha pode causar são lesões nas
plantas, pois é um inseto de hábito sugador. Já os danos indiretos, são os que
trazem maiores consequências, podendo chegar até 70% de perda de produção em
algumas situações.

deixe seu comentário