Home Ação de prestação de contas da Cooper A1 já reuniu mais de mil pessoas

Ação de prestação de contas da Cooper A1 já reuniu mais de mil pessoas

REGIÃO – As Reuniões de AvaliaçÃo da Cooper A1, que neste ano tem como tema, “Confiança e Transparência” já foram realizadas em oito municípios, envolvendo, até agora, aproximadamente de 1.700 pessoas, entre cooperados e familiares. Na terceira semana, os encontros aconteceram em Vista Gaúcha, (terça-feira, dia 05) Iporà do Oeste (quarta-feira, dia 06), Descanso (quinta-feira, dia 07) e Caibi acontece hoje, dia 8.
A açÃo, que em resumo é uma prestaçÃo de contas da direçÃo do primeiro semestre do ano, vai até o dia 20 de julho, quando contemplará as 18 unidades da cooperativa, em Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
Com 8.403 cooperados e 1.084 colaboradores (até maio de 2016), a Cooper A1 promove em meados de cada ano as Reuniões de AvaliaçÃo. Nos encontros os associados acompanham números de produçÃo e faturamento, projeções, investimentos, ações e programas de cunho social em suas unidades, bem como da Cooper A1 como um todo. Também é uma oportunidade de tirar suas dúvidas, sugerir medidas e ações e entender os complexos processos gerenciais e de planejamento das atividades administradas.
Com o apoio do Sescoop/SC, em todos os encontros, a cooperativa oportuniza momentos de educaçÃo ao quadro social. Neste ano, o professor Renato de Oliveira, ministra a palestra “O Cooperativismo começa na família”. Almoços encerram os encontros e também sÃo uma forma de integraçÃo entre cooperados, direçÃo e demais colaboradores.

RIQUEZA, SC
A direçÃo se encontrou com os associados de Riqueza, SC, no dia 24 de junho. Os números da filial foram apresentados pelo gerente, Flávio Dai Prai. Até maio de 2016, a unidade contabilizava 26 colaboradores diretos e 341 associados. Na atividade de supermercados, as vendas foram um pouco acima do projetado, crescendo, 22,4% em relaçÃo ao mesmo período do ano passado.
Já na atividade de lojas agropecuárias, o crescimento foi mais significativo, alcançou 55,3% em relaçÃo a janeiro a maio de 2015, o que demostra, entre outros aspectos, a participaçÃo ativa dos associados na cooperativa. Na suinocultura, a entrega de suínos cresceu 14%. O recebimento da soja ficou dentro do projetado para o período, diferente do milho, que ficou aquém.
Na atividade e leite, Riqueza que é hoje, a oitava unidade da Cooper A1 de SC em participaçÃo, teve diminuiçÃo de quase 19% no volume de leite entregue em relaçÃo ao mesmo período do ano passado.

ALPESTRE, RS
Em Alpestre, RS a reuniÃo foi no dia 28 de junho. As informações da filial foram apresentadas pelo gerente Vando Loose. A unidade conta, hoje, com 319 associados e 20 colaboradores diretos. De janeiro a maio de 2016, a atividade de supermercados se manteve dentro do projetado, com crescimento de 20% em relaçÃo ao mesmo período de 2015. Já a atividade de lojas agropecuárias, cresceu um pouco mais, 34,8%.
A exemplo das demais unidades da Cooper A1, a entrada de milho foi inferior ao esperado; já o recebimento de soja se manteve dentro do projetado. Na atividade leite, a unidade de Alpestre, RS, está entre as mais representativas da Cooper A1 no Noroeste Gaúcho, com 11% do total recebido naquelas filiais. A unidade contabilizou crescimento no recebimento do produto, com crescimento de 29,25% em relaçÃo aos primeiros cinco meses do ano passado.

SÃO JOÃO DO OESTE, SC
A ReuniÃo de AvaliaçÃo reuniu os associados no dia 29 de junho. Naquela unidade a Cooper A1 possui 56 colaboradores e 484 associados, incluindo a filial de Cristo Rei. Os números da filial foram apresentados pelo gerente Paulo Kist. No supermercado, o crescimento foi dentro do projetado, 20,5%. Já a atividade de lojas agropecuárias nÃo atingiu o esperado, mas, mesmo assim, cresceu 3%.
A atividade de suinocultura teve queda 6% em cabeças entregues em relaçÃo ao mesmo período do ano passado. Já o recebimento na atividade de cereais cresceu, tanto o milho, que que chegou a 35 mil sacas até maio, como a soja, com 12.280 até o mesmo mês. Na atividade de leite, SÃo JoÃo do Oeste, que é a segunda unidade em termos de volume entregue na Cooper A1, teve diminuiçÃo da 22,6%.

ERVAL SECO, RS
Os associados de Erval Seco, se reuniram para a ReuniÃo de AvaliaçÃo no dia 30 de junho. Com a nova unidade inaugurada em dezembro de 2015, os números se encontram em evoluçÃo gradativa, porém estÃo fora do projetado para o período. O gerente da unidade, Adalberto As vendas na atividade de supermercados ficaram muito abaixo do planejado para o período, enquanto a atividade de lojas agropecuárias, que já era desenvolvida antes da nova unidade, o crescimento foi de 9,6%, ainda, assim uma evoluçÃo aquém da expectativa.
A unidade de Erval Seco é com maior representatividade no volume de leite entregue entre as filiais gaúchas, até maio era 43%. Apesar disso, e diferente das demais filiais da regiÃo, o montante do produto entregue teve reduçÃo de 33,68% de janeiro a maio de 2016, se comparado ao mesmo período do ano passado. Outro aspecto foi o recebimento de milho e soja, que também nÃo alcançaram a meta estipulada para o período.

MONDAÍ, SC
A reuniÃo em Mondaí, SC, foi no dia 1º de julho. Apresentados pelo gerente Larri Brust, os números da unidade apontam equilíbrio nos negócios nesta primeira etapa de 2016. Com 496 associados, a unidade conta com 98 colaboradores, incluído os da fábrica de rações. Apesar de alcançarem o projetado, as atividades varejistas tiveram crescimento de janeiro a maio de 2015, em comparaçÃo ao mesmo período do ano passado. No supermercado o crescimento foi de 22%, enquanto loja agropecuária evoluiu 13%.
Enquanto a atividade de avicultura ficou um pouco abaixo em termos de recebimento, no recebimento de suínos o crescimento foi de 15% superando a meta para o período do ano. O milho recebido foi de 37,7 mil sacas até maio, ficando 12 mil sacas abaixo do esperado. A soja, por sua vez, ultrapassou o projetado em 3,5 mil sacas, alcançando 15,5 mil sacas recebidas. A exemplo da maioria das unidades catarinense, a atividade do leite teve recuo e termos de produçÃo. Em Mondaí, esse decréscimo foi de 23,3% em relaçÃo a janeiro a maio de 2015.

deixe seu comentário